O eco da natureza, no papel!

Leitores…

apresento-vos a minha criação artística, depois de um bom ”banho” de natureza, como tinha vos contado no post anterior. Admito que foi algo muito intuitivo. Não pensei no que seria considerado esteticamente bonito ou certo. Apenas, desenhei com o objectivo de querer dar voz à nossa mãe-terra, a natureza, através de formatos de diferentes tipos de plantas. Para finalizar o desenho com um aspecto rústico e quase que áspero ao toque, fiz um acabamento que imita a fibra vegetal no sentido de enaltecer, mais um vez, as plantas.


E só a título de curiosidade, no livro “50 Designers You Should Know”, está o designer têxtil, William Morris que, assim como eu, usou a natureza como inspiração para criar a sua arte. Enquanto que o Fernando Pessoa, no ” Cancioneiro: Uma antologia”, proclama:

” Flor que não dura

Mais do que a sombra dum momento

Tua frescura

Persiste no meu pensamento (…)”

A natureza tem o poder de inspirar qualquer um. É um pretexto típico, da sua alma puramente feminina, para que ela seja celebrada.

Vamos celebrá-la!

Anúncios

4 thoughts on “O eco da natureza, no papel!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s