A porta de saída do inferno é longa

f67bb48b2d8416335c59233796d1c98f
Fotografia por Donna Ferrato no livro “Living with the Enemy”, 1991. Donna é conhecida como a fotojornalista pioneira em violência domestica.

Foi um golpe alto. Um soco na altura do rosto. Suzy corre da sua delicada situação em busca de ajuda. Ofegante, ela chega ao local onde, supostamente, relatar sobre o lhe tinha acontecido era uma via para o fim da inquietude que era sua vida.

Um sistema de armadilha aquilo tudo. E ela não fazia ideia. Mais tarde, desejava que alguém lhe tivesse avisado que a porta de saída do inferno é longa. Um labirinto, muitas vezes.

Suzy olha em volta, mais de uma vez. Quer certificar-se que estava no lugar certo. O edifício onde faziam-se denúncias de maus tratos às mulheres.

Um sentimento de algo errado bate dentro de si.

“Este lugar foi feito para desistirmos de falar”.

A falta de paciência, empatia e o despreparo, Suzy viu. É isso. Apenas, isso.

O seu caso, assim como de muitas, não se encaixaria ali.

Não adianta existir quando a há espaço para o atraso.

Suzy tinha pressa.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s