Viver de acreditar

df98d7ea615999bc0c2d7c6f0c744217

 

Ela tirou da caixinha “Verbana Infusion” o segundo saquinho de chá. Precisava relaxar. E por isso, acreditou no poder que o pacote anunciava: Moment to relax.

Era uma mulher que vivia de acreditar. Tinha isso como filosofia de vida. Acreditava nos anúncios de TV, nas pessoas, nos contos. Nas coisas bonitas.

O ato de acreditar dava-lhe forças para continuar o caminho curvo. Enquanto caminhava, ela limpava os espinhos e plantava pequenas flores para si e para todos que por ali passavam.

“A chegada é certa. É primavera!”, disse alguém.

A mulher de muitas crenças precisava de um sentido. E “acreditar” dava-lhe isso.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s