Gatos e livros infantis, porque não ?

20151220_223847

Nestes últimos dias comecei a ler dois livros escritos para os “baixinhos”. O primeiro é do escritor cabo-verdiano Dai Varela, A fita cor-de-rosa, e o segundo é do escritor moçambicano Mia Couto, O gato e o escuro.

Os dois livros têm como protagonista um gato.

“Será que está na moda presença de gatos nos livros infantis?”, pensei.

Sim, eu recomendo a leitura. Só não vou falar dos livros hoje. Isso, é tema para outro post. Cada um merece uma atenção individual. Quero apenas fazer algumas considerações. Quem sabe, o leitor não se anima…

Ler livros infantis (quando somos crescidos):

  • Acordamos a criança que há em nós! O nosso olhar realista sobre as coisas depara com a possibilidade de sentir, outra vez, as doces alegrias perdidas da infância.
  • A interpretação do texto é outra. Sem duvida, é mais subjetiva e crítica. Mas, não deixa de ser poética.
  • Os livros têm cores e gravuras. As idéias são claras e o texto é livre de referências teóricas.

Enfim, depois de ler A fita cor-de-rosa e O gato e o escuro resta-me dizer que, sim, vou ler mais livros infantis. E como eu não era muito chegada a gatos, digo agora o seguinte:

Gatos e livros infantis, porque não?

Passei acreditar numa só literatura. Se a obra é de qualidade, a minha idade desaparece!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s