Você lê o quanto você é

people

Aos 84 anos ela não é alfabetizada, mas sabe ler. Dona Zuzu lê melhor que muitos por aí, acredite!

É que ser alfabetizado não significa saber ler ou se dedicar à leitura.

Para Dona Zuzu nada é de difícil compreensão. E se for, aos olhos dela, deixa de ser. Tudo ela lê: o quadro de pintura na sala de estar, o olhar perdido do mendigo, o sofrimento da vizinha aos gritos com o marido. Cheiros, expressões e emoções. Ler o quotidiano. A vida. É para poucos.

A sensibilidade da Dona Zuzu permite que ela leia e tenha a capacidade de construir uma conexão com o mundo. Uma conexão com a linguagem do mundo.

“Ler os outros e descobrir que existem muitos outros”. Esse é o seu lema.

Dona Zuzu acredita que saber ler não é estabelecer uma ligação, apenas, com o que está escrito. É conseguir ler o que foi desenhado, pintado ou interpretado. É conseguir ler a angustia, euforia e inveja através das nuances, sem que uma palavra seja escrita. Ou, dita!

A sua potência de ler equivale à sua potência de ser.

Uns conseguem ler os livros. Outros, a vida. Os sortudos, os livros e a vida.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s